quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

RESENHA TABULEIRO PELO WEBSITE ESCREVENDO MUNDOS: crítica de Beatriz Nathaly.
VAN CURTT02:18 0 comentários

leia na fonte: www.escrevendomundos.com/2012/12/resenha-tabuleiro.html




13
dez



Resenha : Tabuleiro

Heey amores, como vocês estão? Hoje trago mais uma resenha quentinha do forno para vocês. O livro Tabuleiro, foi cedido pelo autor Van Curtt em parceria com o blog.


Livro : Tabuleiro

Autor : Van Curtt

Editora : Novos Talentos

Páginas : 534

Sinopse : Denso, ágil, profundo e ético, o Tabuleiro é um thriller psicológico muito além da criminologia: também é uma fábula romântica. Óbvio acusar um cidadão albino, adotivo e disposto ao suicídio de ter assassinado uma mulher que o chacoteou, ainda pelo encontrar de uma luva idêntica a que ele calçava quando clicado por uma jornalista, enquanto discutia com a vítima. Mas, e sobre aquela que ele dizia ter apreço? Sua primeira confidente fora encontrada sem os globos oculares, acompanhada por outro cadáver masculino, enunciando sua autoria. A mídia não dizia tudo sobre os atos, e os submissos da imprensa se dividiam em dois grupos pelo período eleitoral: os que acusavam o governo de descaso, e outros que apoiavam a reeleição de Hermes com matérias floreadas, mas a ABIN ainda exigia explicações. Quando o jornalista da CN se une a estatística de nove assassinados no Tabuleiro, trás consigo a evidência de uma rede de conspiração política, que pode mudar o rumo da corrida à prefeitura da cidade do Rio de Janeiro. Resta agora, apenas o êxtase pela vitória e o ensejo de manter-se vivo dentro dessa disputa interna.



~ Resenha ~


É meio difícil contar um pouco da história, são tantas coisas interligadas que se eu contar uma coisa posso acabar dando spoiler, e como a sinopse já da uma ideia do que se trata a história, prefiro dizer só minha opinião sobre o livro.

No início pensei que se tratava só de assassinatos e investigação, mas assim que a leitura vai evoluindo, outros assuntos como preconceito, bullying, pobreza e corrupção vão surgindo.

A narrativa do livro é incrível! O autor faz questão de nos dar vários detalhes, mas não é forçado, sai tão naturalmente que fica perfeito. Em vários momentos eu me senti dentro da história, quando os personagens passavam por uma situação tensa eu sentia tudo o que eles sentiam, várias vezes parei o livro para tomar um fôlego.

A diagramação do livro não é muito favorável, o livro além de grosso, tem as letras e as margens pequenas. É uma ótima história, mas a leitura é um pouco cansativa. 

Gostei bastante de ter a chance de ler o livro e indico para todos aqueles que gostam de um bom triller!


~ Quotes ~


As pessoas davam passagem a ele. Elas sabiam que de uma forma ou outra tinha algum problema, simbolicamente estava sendo rodeado por cabeças sem corpos que gritavam incessantemente:assassino, e embora as pessoas evitassem olhar diretamente, ele sabia que estavam olhando.

- Desculpe-me, Caroline, mas agora já não há saída. Prometo que irei livrá-la dessa, por mais que eu me torne um anjo da morte [...]

Ela retirou outra carta do baralho e meneou a cabeça dizendo inconscientemente que algo estava dando errado, mesmo sabendo que para si as cartas nunca mentiam ou diziam algo de maneira fantasiosa.


~ Nota ~
5

5 COMENTÁRIOS:

Carissa Vieira disse...
Parece, no mínimo, interessante. Mesmo você dizendo que é cansativo eu leria.

Beijos,

Carissa
http://artearoundtheworld.blogspot.com
Garota do Livro disse...
Adorei sua resenha!
Um beijo.
http://livrodagarota.blogspot.com.br/
Anônimo disse...
parece ser um bom livro eu quero ler
Enfim Shakespeare disse...
Gostei da resenha, porém no final você diz que a leitura é um pouco cansativa, sendo que antes disso você afirma que o escritor revela detalhes,mas não é forçado sai naturalmente que fica perfeito, me deixou confusa se o livro é bom ou não de ler.

http://enfimshakespeare.blogspot.com.br/
Beatriz Nathaly disse...
Peço desculpas se não ficou claro o que eu falei. O que eu quis dizer é que é um ótimo livro, uma narrativa excelente, mas por conta do tamanho a leitura fica um pouco cansativa. Se não se importar com livros muito grossos, tenho quase certeza que aprovaria a história!

Beijos,

Beatriz.
Categoria:
Van Curtt Van Curtt já é citado dentre os maiores nomes da alta literatura contemporânea brasileira, e se consolida a brindar com você leitor seu segundo trabalho, "O Condutor", após o aclamado suspense psicológico "Tabuleiro" (2012), que o apresentou ao mercado e arrebatou a crítica por sua apurada técnica e diálogos sólidos. É hoje munícipe de Uberlândia-Brasil, sua cidade de origem.

0 comentários

Postar um comentário